Afonso Segreto
por Sérgio Augusto
recupera a navegação

Nascido em San Martino de Cileno, na Itália, Afonso Segreto foi o primeiro cinegrafista e diretor de cinema do Brasil, para onde veio em 1897, trazendo "vistas cinematográficas" de seu país exibidas por seu irmão, Paschoal Segreto, no Salão de Novidades de Paris, no Rio de Janeiro. A 19 de junho de 1898, de regresso de uma viagem à Itália, onde fora buscar equipamentos de filmagem e novas vistas, registrou as primeiras imagens do Brasil em movimento: tomadas das fortalezas e de navios de guerra na baía do Rio, feitas a bordo do navio francês Brésil.

Em seu segundo registro cinematográfico, enfocou as comemorações do terceiro aniversário de morte do marechal Floriano Peixoto, a 29 de junho do mesmo ano. O desembarque do presidente Prudente de Morais e sua comitiva no Arsenal da Marinha, seis dias depois, foi o tema de sua terceira vista carioca.

Sempre para a Empresa Paschoal Segreto, colheu flagrantes históricos, políticos e paisagísticos da antiga capital do País até os primeiros anos do século XX, onde teria ensinado os rudimentos da técnica cinematográfica a diversos profissionais. Depois de uma temporada em São Paulo, à frente de um ateliê fotográfico, retornou à Itália, onde morreu quase anonimamente.


| outros atores, diretores, produtores |